lunes, 29 de agosto de 2011

Uma tarde em Chipre

O passeio deste domingo foi conhecer o bairro de Chipre. No dia que cheguei a Manizales, passei por lá, rapidamente, pra ver a vista da cidade. O passeio é fazer uma longa caminhada pela principal avenida: de um lado, há mirantes e barraquinhas, do outro, bares, restaurantes e "rumbeaderos" (como os colombianos chamam as discotecas).

Em uma praça está a "Torre al Cielo", que foi construída no antigo tanque de água potável da cidade. Do último andar da torre, temos uma visão panorâmica da cidade, e também para alguns municípios do departamento de Caldas.


video

Caminhamos até o Parque dos Colonizadores, onde tem monumentos que homenageiam os colonizadores "antioqueños" (de Antioquia). Assim que chegamos lá, começou a chover muito, muito forte. Mas conseguimos nos abrigar numa ponte coberta que tem no parque. Meia hora depois, a chuva parou e o sol voltou!!!

Então, descemos pela avenida, comemos empanadas (que têm gosto de pastel de angu) e obleas. Sabe aquele biscoito em forma de canudo que vende no sinal mas que ninguém compra? Pois é! Inteligentemente, os colombianos o fazem em forma de disco, e colocam vários recheios, como doce de leite, coco, geléia de amora, chantily e fica uma delííícia!!!!!!!!!

Mas o melhor mesmo do passeio é ver o entardecer. Os manizaleños contam que quando Pablo Neruda veio a Manizales, ficou tão impressionado com o entardecer que chamou a cidade de "fábrica de atardeceres". Ele estava certo!





miércoles, 17 de agosto de 2011

Medellín

Sexta-feira fui pra Medellín. Aproveitei que aqui era feriado na segunda-feira, coloquei as coisas na mochila e pé na estrada!

A estrada que vai pra lá é muito bonita. É bem no meio da cordilheira... sim, é cheia de curvas! Mas ninguém pode reclamar das estradas do Brasil não... a estrada é mão dupla, faixa única, quase não tem acostamento, não tem boa iluminação e também tem buracos! Apesar de tudo, os motoristas têm que pagar pedágio... uns cinco... ou mais! E, como em todos os lugares, os motoristas são imprudentes... mas dá pra ver que as cidades do caminho são como as do interior do Brasil... não muda nada! Há pessoas vendendo frutas, pães, bolos... há bares no meio da estrada...

Chegando em Medellín, o choque. Calor!!! Muito calor!!!

Bom, a cidade é muito bonita e cosmopolita, moderna. O clima, e também a cidade, são muitos parecidos com o Rio de Janeiro, só que ao invés da praia tem montanhas! As pessoas são muito alegres, e falam com um sotaque muito bonito.


Meu primeiro passeio foi conhecer a praça e o museu de Botero, claro! Afinal de contas, é a cidade onde nasceu esse maravilhoso pintor e escultor! É muito interessante... porque na praça estão várias esculturas, e ela fica bem no centro da cidade! Fiquei impressionada, porque ouvi dizer que os colombianos não gostam de ir a museus, mas essa praça é um museu!!! É como diz o ditado: "Se Maomé não vai à montanha, a montanha vai a Maomé". Se o povo não vai ao museu, o museu vai até o povo... e as pessoas caminham por ali desapercebidas, falando ao celular... nem notam as esculturas... se alguém para pra tirar foto: é turista! Então, será que nem assim os colombianos vão ao museu? Seguindo, então, há o Museu de Antioquia, onde estão outras esculturas e pinturas do Botero, e de outros artistas.


Essa foto é de um quadro de Botero, intitulado "Pablo Escobar muerto". Aqui estão dois grandes ícones de Medellín: o traficante e o pintor. Muito legal!


A cidade é cheia de parques. Alguns são como praças, mas eles chamam de parque. O mais legal que eu fui é o "Parque de los pies descalzos", onde a regra é tirar os sapatos! É um lugar singular... tem atividades com guias, com atividades de relaxamento e depois,
colocamos os pés na água e aprendemos a fazer massagen nos pés... que delícia! É refrescante e relaxante... depois disso, nem sentir dor nos pés ao caminhar!




Continuando o passeio, visitei o "Pueblito Paisa". Paisa é como são chamados os nascidos nessa região. O pueblito é uma réplica de como são os povoados paisas... é uma praça, com igreja, casas com balcões floridos, escola, prefeitura e armazéns. É possível entrar em cada uma dessas construções e ver como eram decorados. É um lugar muito bonito e também há um mirante de onde temos vista para toda a cidade!


Depois, conheci o centro gastronômico de Medellín: o parque Lleras. É uma praça, que fica numa zona boêmia, onde tem boates, bares, restaurantes, cafés... ali todos vão "rumbear"!

No domingo, o passeio era andar de "metro cable". Peguei o metrô (Medellín é a única cidade da Colômbia que tem metrô), fui até uma estação, e lá subimos no "metro cable", que é um teleférico, que sobe até o alto da montanha, com estações nos bairros populares. É um meio de transporte comum para as pessoas que vivem ali. Na última estação, no topo da montanha, entramos em outro "metro cable" para ir a um parque. O passeio é lindo, porque o "cable" vai por cima do bosque, e o percurso dura aproximadamente 8 minutos.


video

Espero que todas essas informações, fotos e o vídeo incentivem vocês a conhecerem Medellín. Vale a pena!!!

lunes, 8 de agosto de 2011

Manizales

Ontem cheguei a Manizales. O voo demorou apenas 35 minutos, mas não deixou de ser tenso... hahaha... principalmente porque passa por cima da Cordilheira. Mas a vista vale muito a pena! É linda!



A cidade é muito parecida com Belo Horizonte: faz calor durante o dia e um pouquinho de frio durante a noite; tem muitos morros e me lembra muito os bairros do Buritis e Belvedere.

O jeito das pessoas falarem também é bem parecido ao do mineiro... eles usam muito o diminutivo e falam com um jeito cantado. Os "paisas", como também são conhecidos aqui, são muito amáveis. Estão sempre alegres, querem ajudar e fazem mais do que pedimos e sempre com "mucho gusto".

Hoje encontrei uma casa pra morar com uma família, e amanhã vou me mudar pra lá. É perto da universidade e posso ir a pé. Aqui é possível conhecer quase tudo a pé. Tem tudo perto: shopping, supermercados, restaurantes, bares, cafés, universidades (na cidade são 10) etc.

Já conheci a universidade onde vou estudar. A Universidad de Caldas é dividida em vários campi. O campus onde vou estudar é grande, mas não chega nem perto da UFMG. Isso, por um lado, é bom, porque as coisas são mais próximas e as faculdades não são tão isoladas. A Facultad de Artes y Humanidade, onde está o curso de Lenguas Modernas, fica próxima ao Jardim Botânico da universidade. Quando estava visitando o herbario, consegui ver o Nevado del Ruiz. Estava louca pra ver e uma turista, ainda que residente, não pode deixar de ter sua câmera em mãos, e claro, tirei muitas fotos.




O Nevado del Ruiz é um vulcão que está localizado em uma cidade perto daqui, a 1h30min, mais ou menos. Sua altitude é de aproximadamente 5.389m e está na Cordilheira Central. No cume do vulcão tem neve durante todo o ano, por isso, é um nevado. Como é muito alto, na maior parte do tempo está coberto por nuvens, e por isso, toda a expectativa de vê-lo.

¡Hasta luego!

viernes, 5 de agosto de 2011

Bogotá

Bogotá é muito bonita. Acho que é a cidade mais bonita que já conheci. As pessoas são muito educadas, amáveis e sempre solícitas.

Ontem conheci um pouco do centro da cidade e visitei o Centro Cultural Gabriel García Márquez, Casa de Moneda, e passei por lugares do centro histórico da cidade, que fica no bairro da Candelaria, onde estou hospedada. Com um mapa, é possível conhecer tudo a pé, porque os principais pontos turísticos da cidade ficam nesse mesmo lugar (Candelaria). O bairro é super bonitinho. Se parece muito com a cidade de Tiradentes, só que não tem morros. Tem pequenas subidas que são quase imperceptíveis.

O que mais me impressionou no passeio de ontem foi a Plaza de Bolívar, onde ficam o Congresso Nacional, a Catedral, o Palácio da Justiça e a Prefeitura. Vejam o vídeo e tirem suas próprias conclusões!

video


O dia ontem amanheceu nublado, e choveu um pouquinho durante a tarde. Isso já foi suficiente para fazer muito frio.

¡Saludos!

miércoles, 3 de agosto de 2011

Colombiando

Ontem, depois de pouco mais de 12 horas de viagem, cheguei a Bogotá por volta das 17h. É uma cidade muito bonita, e em muitos aspectos mais desenvolvida que o Brasil. Por exemplo, um número de telefone é do país, não é de uma cidade específica. Se eu compro um chip de celular em Bogotá, posso usá-lo em Manizales, e ligar para outras pessoas de outras cidades, mas a ligação será local, e não interurbana.
Aqui os estudantes não pagam meia entrada. Mas também, não precisa. O cinema custa R$5,00.
Outra coisa diferente é a moeda: mil pesos colombianos equivalem a R$1,00.



A comida aqui é muito barata. O sistema é sempre "a la carte". Você pede um prato e tem direito à bebida e sobremesa.
Os alimentos são muito parecidos com os que usamos no Brasil: arroz, feijão, milho, linguiça ... tem até torresmo!!!
Ontem jantei um sopa de Ajiaco, que é feita de batata criolla, peito de frango, milho cozido e se adiciona creme de leite, ají (que é um tempero picante), alcaparras e chimichurry. Além disso, vem acompanhado de arroz, abacate e arepa (típica da Colômbia, feita de milho).

A cidade é plana. Não tem muitos morros. Só alguns. Os que vi estão na região da Candelaria, onde fica o albergue onde estou hospedada. Os principais pontos turísticos estão concentrados nessa região, e está sempre cheia de turistas.

Durante o dia faz calor, e depois das quatro horas da tarde começa o friozinho, até que à noite esfria muito!!! Ah, e aqui são 2 horas a menos que no Brasil. Pelo menos enquanto não é horário de verão.


Hoje visitei o museu
de Fernando Botero. Há muito tempo estudei algumas coisas sobre ele nas aulas de
espanhol. S
uas obras são muito bonitas!!! Estava ansiosa para ver o quadro da Monalisa, que despensa qualquer comentário! Também fui ao Museu do Oro que é muito bonito. Fiquei impressionada com a tecnologia que há no museu e com a quantidade de objetos expostos, todos bem conservados. São peças de ouro, prata e bronze usadas pelos indígenas antes da chegada de Colombo à América. Na lojinha vendem réplicas de quase todas as peças expostas. São lindas!

Saludos!

lunes, 1 de agosto de 2011

Despedidas



Despedidas sempre deixam um vazio dentro de quem parte e de quem fica. Desta vez não é diferente. Mas é muito bom saber que existem pessoas que me amam e que se alegram comigo.
Amanhã será o dia de um novo começo, com olhos para o futuro, sem deixar para trás o passado.
Um abraço a todos e nos vemos nas terras colombianas!!!!!








jueves, 28 de julio de 2011

¡Bienvenido(@)!


¡Hol@!

Criei esse blog a pedido de algumas pessoas para me acompanharem enquanto eu estiver de intercâmbio na Colômbia.
Esse é um espaço onde vou colocar algumas fotos, notícias e registrar impressões dos lugares por onde vou percorrer.
Espero que você goste e deixe sempre um comentário e um recadinho pra mim todas as vezes que visitar esse blog. Assim, podemos matar a saudade
e diminuir um pouco a distância.

¡S@ludos!